Citroën C-Elysée WTCC permanece invicto na Argentina!

wtcc20160806034

Após o treino classificatório, a equipe Citroën Total decidiu substituir o motor do carro de José María López, que sofria de um problema que ameaçava sua durabilidade. De acordo com as regras, o piloto argentino foi relegado ao final do grid para a corrida de abertura.

Pechito largou na prova matutina do 18º lugar do grid (em vez do décimo posto originalmente assegurado para ele), enquanto Yvan Muller alinhou em sétimo.

Quando as luzes se apagaram, Tom Chilton tirou vantagem de seu lugar na primeira fila para se assegurar a ser o primeiro na curva inicial com seu Citroën C-Elysée WTCC da equipe SLR. O britânico foi seguido por Filippi, Rob Huff e Yvan Muller, que batalhava por um lugar no pódio após uma largada perfeita.

wtcc20160807037

Pouco antes da metade da prova, Filippi sucumbiu à pressão exercida por seus perseguidores e gradualmente perdeu posições. Isso permitiu a Yvan Muller subir para o terceiro lugar, pressionando Huff. O tetracampeão mundial manteve a pressão, mas não pôde encontrar uma maneira de ultrapassar, e terminou a corrida na mesma posição. Tom Chilton fez uma corrida sem erros para segurar sua mais importante vitória em um Citroën.

Enquanto isso, o público de Termas de Río Hondo assistiu a uma marcante corrida de recuperação de José María López. Décimo-quarto colocado após a volta 1, o argentino estava entre os dez primeiros duas voltas depois. Estimulado pelo público que se manifestava entusiasmado a cada ultrapassagem sobre um rival, Pechito subiu para o quinto lugar, que lhe deu pontos valiosos na classificação geral.

A corrida principal parecia ser mais previsível para Pechito, que largava na pole position. Yvan Muller, por seu lado, era o quarto no grid. Quando a corrida começou, entretanto, Norbert Michelisz surpreendeu a todos ao liderar na primeira curva, com José María e Yvan cabeça a cabeça atrás dele na longa reta. Com o argentino conseguindo permanecer à frente do francês, a dupla da Citroën Total passou a atacar Michelisz. Ao fazer isso, Yvan induziu-o a um erro. Tentando defender sua posição, Michelisz deixou a porta aberta para Pechito assumir a liderança. Muller imediatamente se colocou atrás do companheiro de equipe, mas Michelisz atingiu-o. O Citroën C-Elysée WTCC número 68 saiu da pista e voltou à corrida na quinta posição.

wtcc20160807022

Não houve maiores mudanças na ordem da corrida antes do final, com José María López alcançando sua sétima vitória na temporada. He também pôde agradecer aos espectadores – uma massa digna da 24 Horas de Le Mans – por sua torcida e apoio.

O resultado permitiu a Pechico aumentar sua liderança no Campeonato Mundial para 117 pontos, enquanto Yvan Muller subiu para terceiro, apenas sete pontos atrás do segundo colocado. A Citroën também aumentou a vantagem no campeonato de fabricantes, agora com uma vantagem de 196 pontos.

wtcc20160807011

Yves Matton, Chefe da Citroën Racing: “Uma semana depois da vitória de Kris Meeke no Rali da Finlândia, aparentemente o verão europeu está tratando bem a Citroën Racing! É altamente satisfatório ter produzido duas vitórias para a Citroën na Argentina. Testemunhamos um verdadeiro esforço de equipe neste final de semana. Os mecânicos fizeram um excelente trabalho na mudança de motor de José María López e ele foi capaz de voltar às vitórias na frente de sua torcida. É importante destacar a contribuição da Yvan para esse sucesso. Ao atacar Michelisz, ele sabia que estava abrindo o caminho para Pechito, e isso foi decisivo. Infelizmente, ele não conseguiu o resultado que seu desempenho merecia. Bravo, também, para Tom Chilton, que venceu sua primeira corrida com a equipe SLR e o Citroën C- Elysée WTCC. Nós não poderíamos estar em uma posição melhor no Campeonato, mas não podemos descansar sobre os louros”.

José María López: Este fim de semana foi muito positivo. Foi também muito emocionante vencer na frente da minha torcida novamente. A equipe e eu decidimos substituir o motor, já que, como pensávamos, o circuito me daria a chance de trabalhar para voltar aos primeiros lugares do pelotão. A corrida de abertura foi emocionante. Meu Citroën C-Elysée funcionou perfeitamente e eu consegui subir dois lugares. Norbi teve um grande começo na corrida principal, um pouco como em Nürburgring. Em seguida, ele defendeu sua posição perfeitamente. Devo agradecer a Yvan. Eu acho que teria sido muito mais difícil eu vencer se ele não tivesse feito sua manobra sobre Norbi. A pole position, uma vitória e um quinto lugar me deixam um pouco mais perto de meu objetivo de vencer o terceiro título consecutivo!

Yvan Muller: “Não foi um bom fim de semana para mim. Eu tinha o carro para largar na pole, mas cometi um pequeno erro e isso comprometeu o resto do meu fim de semana. Tive duas boas largadas hoje. Na corrida de abertura, eu fui capaz de garantir um lugar no pódio. Eu estava na fila para mais um bom resultado na segunda corrida, mas Michelisz me atingiu e isso me custou o segundo lugar. A batalha pelo segundo lugar no campeonato vai ser interessante, mas isso realmente não importa para mim. O que me dá satisfação real é ter marcado pontos importantes para a Citroën.”

 wtcc20160807007

Resultados

Prova de abertura

  1. Tom Chilton (Citroën C-Elysée WTCC)
  2. Rob Huff (Honda Civic WTCC)
  3. Yvan Muller (Citroën C-Elysée WTCC)
  4. Tiago Monteiro (Honda Civic WTCC)
  5. José María López (Citroën C-Elysée WTCC)
  6. Norbert Michelisz (Honda Civic WTCC)
  7. Tom Coronel (Chevrolet RML Cruze TC1)
  8. Mehdi Bennani (Citroën C-Elysée WTCC)
  9. James Thompson (Chevrolet RML Cruze TC1)
  10. John Filippi (Chevrolet RML Cruze TC1)
  11. Thed Björk (Volvo S60 WTCC)
  12. Grégoire Demoustier (Citroën C-Elysée WTCC)

Volta mais rápida: José-María López (1min45s994)

Prova principal

  1. José María López (Citroën C-Elysée WTCC)
  2. Tom Coronel (Chevrolet RML Cruze TC1)
  3. Rob Huff (Honda Civic WTCC)
  4. Tiago Monteiro (Honda Civic WTCC)
  5. Yvan Muller (Citroën C-Elysée WTCC)
  6. Esteban Guerrieri (Chevrolet RML Cruze TC1)
  7. Mehdi Bennani (Citroën C-Elysée WTCC)
  8. Norbert Michelisz (Honda Civic WTCC)
  9. Tom Chilton (Citroën C-Elysée WTCC)
  10. John Filippi (Chevrolet RML Cruze TC1)

Volta mais rápida: José-María López (1min45s899)

Campeonato Mundial – Pilotos

  1. José-María López: 284 pontos
  2. Tiago Monteiro: 167 pts
  3. Yvan Muller: 160 pts
  4. Rob Huff: 157 pts
  5. Mehdi Bennani: 144 pts
  6. Norbert Michelisz: 143 pts
  7. Nick Catsburg: 139 pts
  8. Tom Chilton: 130 pts

Campeonato Mundial – Fabricantes

  1. Citroën: 702 pontos
  2. Honda: 506 pts
  3. Lada: 406 pts
  4. Polestar: 194 pts

wtcc20160807010

 

 

 

 

 

Related posts