COLUNA JOÃO MENDES – 23/10/2017

RENAULT CAPTUR 1.6 CVT EM OFERTA
Peguei para testar o Renault Captur, com motor 1.6 e câmbio automático CVT. Gosto do desenho desse carro, das rodas 17” em preto e diamantado, do espaço interno, da ergonomia dos comandos e esta versão testada, Intense, é a top, com este motor 1.6, porque também esta disponível uma versão com motor 2.0. Vamos ao veículo testado que tem a pomposa denominação Intense 1.6 Sce X-Tronic. O motor desenvolve 118 cavalos, usando só gasolina, e 120 cavalos, usando só etanol, e o câmbio é automático CVT com opção de trocas sequenciais de 6 marchas. Para um carro com 1.206 Kg é evidente que se entrarem 5 pessoas e mais as malas o desempenho vai ficar comprometido, ele vai arrancar mais lento o mesmo acontecendo com as retomadas, característica normal para um SUV com motor 1.6 mas que, por outro lado, consegue uma eficiência energética muito boa, é econômico.  Pelo computador de bordo o consumo ficou em 10 km/l no perímetro urbano e na estrada 14 km/l, sempre usando gasolina. Como a gente sabe que a maioria das pessoas compra esse tipo de carro para andar mais na cidade e com pouca gente, ele acaba atendendo bem. Essa versão Intense é um luxo, o aspecto do interior com molduras e detalhes em black piano e cromados transmite luxo e sofisticação. Os bancos são revestidos em couro, o ar condicionado é digital, a chave é do tipo cartão e o carro é ligado através de um botão. Na tela de 7”, situada no console, é monitorado o Midia Nav, GPS e câmera de ré. Para maior comodidade tem sensor de chuva, sensor de luminosidade e farol de neblina com função Cornering Light: a luz acende automaticamente para o lado que o volante for esterçado, permitindo melhor visibilidade durante as curvas. O espaço interno é bom tanto nos bancos dianteiros como no traseiro e o porta-malas tem capacidade para 437 L. O preço da versão testada, Intense 1.6 CVT, na tabela, é de R$89.950 mas no próprio site da Renault é oferecido por R$83.950 enquanto a versão Zen, também 1.6 com câmbio CVT, de R$86.450 esta sendo oferecida por R$80.450, todas com 3 anos de garantia.

 

FIAT ARGO HGT 1.8, COM CÂMBIO MECÂNICO


No lançamento do Argo a Fiat divulgou que ele seria o carro que a levaria novamente a liderança do mercado. Realmente o carro tem um estilo mais inovador que o Punto que ele substitui diretamente e tem conteúdo e tecnologia de sobra em relação ao seu antecessor. No estilo gosto dos faróis, lanternas, da grade dianteira, do para-choques dianteiro e do desenho do capô que . O Argo esta num segmento de muita competitividade com concorrentes que tem menos conteúdo e menor preço, e brasileiro compra muito pelo preço as vezes não dando valor a equipamentos importantes e que trazem mais segurança. Desta vez testei a versão HGT com motor 1.8, que desenvolve até 138 cavalos, e câmbio manual. É mais esperto e mais divertido de dirigir do que a versão com câmbio automático e também mais econômico. Só com gasolina no tanque gastou 11 km/l na cidade e 14 km/l na estrada e nos dois ambientes o conjunto de suspensões se comportou muito bem, o carro é durinho, mais firme, e transmite segurança nas curvas. Para ajudar na economia de combustível esta versão tem o start/stop que desliga automaticamente o motor nas paradas do trânsito. Gostei dos detalhes do painel, revestimentos e do conforto já que os bancos, revestidos de couro ecológico, são bem ergonômicos e a cabine é bem silenciosa, a Fiat caprichou no tratamento acústico. Outro destaque é a interatividade, um carro bem conectado onde se pode acessar comandos pela voz ou na tela de 7” sensível ao toque. O sistema multimídia espelha os smartphones e o volante é multifuncional. Com visual mais esportivo o Argo HGT 1.8 Flex, com câmbio mecânico, custa R$64.600 mas a versão testada estava completa com Kit Style ( bancos em couro e rodas 17”), Kit Tech ( ar digital, chave presencial, sensor de chuva, sensor, crepuscular, retrovisores externos com rebatimento elétrico e retrovisor interno eletrocrômico), Kit Parking (sensor de estacionamento e câmera de ré) e ainda side bags dianteiro levando o valor do carro para R$73.800, o que convenhamos é um preço para ser absorvido por um comprador muito empolgado, eu diria até apaixonado, e com essa verba disponível. Vale acrescentar que em setembro o Argo já foi o modelo mais vendido da Fiat, com 4.124 unidades emplacadas, ficando em 10º no geral. Com versão de entrada custando R$46.800 o Argo começa bem a sua história.

 

DIVERSIDADE NO SALÃO DUAS RODAS
De 13 a 19 de novembro vai acontecer o Salão Duas Rodas no São Paulo Expo e a Honda já anunciou a apresentação da Biz 2018 enquanto a BMW informa que vai apresentar a super esportiva HP4 Race. São motos de dois mundos diferentes, enquanto a Biz já teve mais de 3,5 milhões de unidades emplacadas no Brasil a moto da BMW só terá 750 unidades produzidas, manualmente, para todo mundo.

 

UTILITÁRIOS TOYOTA 2018 
A linha 2018 da picape Toyota Hilux e do SUV SW4 estará disponível na rede de concessionárias da marca em todo o Brasil a partir de 26 de outubro, a preços que variam de R$ 108.990,00 até R$ 193.270,00 para a Hilux e R$ 152.090,00 a R$ 252.790,00 para a SW4.

 

CHEVROLET EQUINOX ENTRA NA BRIGA

Depois de muita badalação a GM apresentou o seu SUV Equinox que agora chega ao Brasil, já na 3 geração, com o título de SUV mais vendido do mundo. Já disse algumas vezes que este é o ano dos SUVs no Brasil e o Equinox vem pra briga contra muito concorrentes. Ele chega por R$149.900 é será o destaque da coluna na próxima edição. 

 

 

 

 

 

 

 

Related posts